Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Obra na Rua 200 é o começo da futura Avenida das Artes

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Obra começou essa semana
Obra começou essa semana

Quarta, 14/3/2018 11:54.

Esta semana a prefeitura começou a requalificação da Rua 200, onde está localizada a feira de hortifrutis, colocando em prática um projeto macro, idealizado no ano passado, de transformar a avenida Central, da avenida Brasil até o Paço Municipal, em um corredor cultural, que será chamado Avenida das Artes.

Transformar em área cultural aquele trecho da Avenida foi ideia do ex-secretário de obras ainda no governo Spernau e hoje secretário do Planejamento Edson Kratz.  

O projeto que iniciou esta semana, assinado pelo arquiteto da prefeitura Elvis Zermiani, foi desenvolvido em parceria entre a secretaria de Planejamento, Fundação Cultural e Associação dos Feirantes.

O superintendente da Fundação Cultural George Varela disse que o objetivo é melhorar as condições da Feira Livre que acontece nesta rua desde 1972.

“Em janeiro tivemos algumas conversas para levá-los para a Praça da Cultura, mas eles têm medo de perder essa tradição do local”, disse.

Diante disso, surgiu a proposta de requalificar o espaço, prevendo a elevação da rua, a preservação dos paralelepípedos, lembrando que as bancas dos feirantes não serão fixas, porque a feira acontece só nas quartas e sábados.

“O interesse é criar uma valorização maior desse espaço em torno do teatro e aproveitar essa repaginação da rua para criar ali outras atividades culturais ao ar livre para que possamos utilizar mais vezes a praça que fica em frente ao teatro. Ampliando essa faixa lateral nós ampliamos a importância do prédio como um todo”, argumenta Varela.

Ele disse que está em curso o projeto para receber o mural do artista Tom Veiga dos dois lados do Teatro, além de um projeto paisagístico, com mobiliário urbano, iluminação, recuo das faixas de pedestres, ampliar as curvas das calçadas tornando a cidade mais confortável para as pessoas caminhar.

“A promessa era iniciar no primeiro semestre e a previsão de término é final de abril, talvez um pouco mais para finalizar o mobiliário urbano que pode sofrer algumas modificações”, informou.

Feira continua

A Feira Livre não vai parar nesse período. Será transferida para o estacionamento e parte da calçada em frente ao teatro, já que a rua lateral estará interrompida.

Centro Integrado

Varela disse que além do TAC com o Ministério Público, além de melhorar para os feirantes, amenizar os conflitos com moradores do entorno, o propósito maior é valorizar essa área.

“A ponto de transformar em breve todo esse espaço num Centro Integrado de Cultura, aproveitando as áreas que já tem, a Galeria, o Teatro Municipal, a sede administrativa da Fundação, a área de estacionamento está em estudo para ocupar melhor. Tudo isso está no contexto de um projeto que o prefeito e o secretário Edson Kratz defendem de transformar toda avenida Central em uma Avenida das Artes.

Imagens do projeto:

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Esportes

Disputa pode ser assistida nos molhes e arredores da cidade  


Empregos

Litoral retomou crescimento do setor em janeiro e fevereiro


Política

Vereadora Juliethe em alguns casos prevê prazo de cinco dias


Cidade

Entrega dos primeiros carros aconteceu nesta quinta-feira


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade