Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

USP lidera ranking de universidades empreendedoras no Brasil

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Reprodução.

Quinta, 15/2/2018 10:55.

(PATRICIA PAMPLONA - FOLHAPRESS / JP3) - Pelo segundo ano consecutivo, a USP (Universidade de São Paulo) é a instituição de ensino superior mais empreendedora do Brasil, segundo levantamento feito pela Brasil Júnior (Confederação Brasileira de Empresas Juniores) com 50 estabelecimentos e 10 mil alunos, em 2017.

O índice levou em conta infraestrutura, internacionalização, capital financeiro, cultura empreendedora, inovação e extensão. Em segundo lugar ficou a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e, em terceiro, a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

As universidades públicas dominaram as dez primeiras posições do índice, representando 90% das instituições nas primeiras colocações. A única particular foi a PUC-Rio, que ocupou o quinto lugar.

A universidade paulistana, no entanto, não configura entre as dez melhores em cultura empreendedora, eixo que avalia a postura docente e discente e a grade curricular. A UnP (Universidade Potiguar) obteve a melhor nota.

Na sequência estão PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) e UFABC (Universidade Federal do ABC), na Grande São Paulo.

A Universidade Federal da Fronteira Sul, sediada em Chapecó, ocupa a quarta posição entre as "Top10".

PERCEPÇÃO

Com a participação de 10 mil universitários das 27 unidades da federação, a pesquisa também coletou a percepção dos estudantes. Menos da metade dos alunos concordam total ou parcialmente que a grade curricular oferecida é flexível para que eles possam se engajar em atividades extracurriculares.

No entanto, mais de 50% discordam total ou parcialmente que a grade curricular do curso o auxilia a desenvolver competências empreendedoras.

Os alunos avaliaram, ainda, que os principais desafios nesse sentido são em relação à quantidade de disciplinas, pouca disponibilidade ou flexibilidade de horários, distanciamento da aplicação prática e do mercado e à formação dos professores.

Mais de 40% dos participantes acreditam também que uma universidade diversa é fundamental para o empreendedorismo. De maneira geral, eles enxergam que as instituições possuem diversidade de gênero (4,16 em nota que vai até cinco para muito diversa), mas nem tanto de etnias (3,79 do mesmo parâmetro). 

O estudo completo pode ser lido neste link

As "Top 10"

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Esportes

Disputa pode ser assistida nos molhes e arredores da cidade  


Empregos

Litoral retomou crescimento do setor em janeiro e fevereiro


Política

Vereadora Juliethe em alguns casos prevê prazo de cinco dias


Cidade

Entrega dos primeiros carros aconteceu nesta quinta-feira


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade