Jornal Página 3
Colunistas
Cidade

Sistema engloba de casas a edifícios e parece mais moderno e ágil 


Geral


Cidade

Depósitos de entulho são vistos por toda a cidade


Variedades

Evento vai arrecadar fundos para a Instituição que atende famílias e crianças em processo de adoção


Geral

Eles vão debater sobre os desafios em início de carreira


Variedades

Shows de rock, workshops e acessórios do mundo cervejeiro no BS Hall


Geral

Comunidade pode participar das palestras mediante inscrição prévia


Equilíbrio

Em debate resíduos sólidos na região da Costa Brava  


Agora Balneario


Publicidade


Publicidade

Resort de Balneário Camboriú terá programação especial para crianças e adultos


publicidade

Prefeito tenta convencer a sociedade a apoiar nova Cosip
EBC.

O prefeito Fabrício Oliveira convidou lideranças comunitárias para uma reunião hoje (11) à tarde na prefeitura para discutir a mudança na forma de cobrar a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública, Cosip.

Ele está em Brasília e não participará do encontro.

O projeto de maneira geral parece implicar em aumento da Cosip e os consumidores não residenciais pagarão os valores mais altos.

Parece sem sentido cobrar de maneira diferente de uma casa ou loja porque a lâmpada pública que ilumina uma é a mesma que ilumina a outra. A Cosip atual já faz esta distinção.

Desde abril o projeto está na Câmara e na semana passada vereadores da base do governo recomendaram que o prefeito trate de corrigir distorções na forma de cobrança atual e discuta a nova proposta com a sociedade.

O prefeito teve quase seis meses para fazer isso, mas deixou a discussão com a comunidade para a última hora porque o projeto está na pauta de votações da Câmara de hoje à noite.

O líder do governo na Câmara, Marcelo Achutti, antecipou que pedirá vistas ao projeto. “Não aceitamos aumento e queremos correção das distorções. Na rua onde eu moro tem quem pague R$ 7,90 e outros pagam R$ 12,00” destacou Marcelo.

Ele disse que corrigindo as distorções a receita da Cosip subiria de R$ 6 milhões para R$ 10 milhões anuais.

O Página 3 simulou a situação da sua própria sede onde hoje paga R$ 6,00 por mês e passaria a pagar R$ 31,00.

Como de hábito na atual administração a imprensa não foi avisada da reunião de hoje.

Preços propostos

Terrenos não edificados
Testada
Até 12 metros – R$ 6,90
De 12 a 24m – R$ 12,90
De 24 a 36m – R$ 19,90
De 36 a 48m – R$ 31,90
De 48 a 60m – R$ 31,90
De 60 a 72m – R$ 39,90
De 72 a 84m – R$ 49,90
De 84 a 96m – R$ 59,90
De 96 a 108m – R$ 69,90

 

Residencial
Faixa de consumo KWH /Valor R$
0 a 30 – R$ 1,00
31 a 50 – 2,00
51 a 100 – 4,00
101 a 200 – 8,00
201 a 300 – 16,00
301 a 400 – 21,00
401 a 500 – 26,00
501 a 600 – 31,00
601 a 700 – 36,00
701 a 800 - 41,00
801 a 900 – 46,00
901 a 1.000 – 51,00
1001 a 1100 – 56,00
1101 a 1200 – 61,00
1201 a 1300 – 66,00
1301 a 1400 – 71,00
1401 a 1500 – 76,00
Acima de 1500 – 81,00


Comercial
Faixa de consumo KWH /Valor R$
0 a 30 – R$ 3,00
31 a 50 – 6,00
51 a 100 – 9,00
101 a 200 – 12,00
201 a 300 – 24,00
301 a 400 - 34,00
401 a 500 – 44,00
501 a 600 – 54,00
601 a 700 – 64,00
701 a 800 – 74,00
801 a 900 – 84,00
901 a 1000 – 94,00
1001 a 1100 – 104,00
1101 a 1200 – 114,00
1201 a 1300 – 124,00
1301 a 1400 – 134,00
1401 a 1500 – 144,00
Acima de 1500 - 154,00
 


Quarta, 11/10/2017 16:27.


publicidade






publicidade





Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br