Jornal Página 3
Cidade

Desta vez será com hoteleiros e donos de restaurantes


Geral

Por sorte não houve feridos. Empresa emitiu nota sobre o ocorrido. 


Saúde

Organizações habilitadas poderão administrar hospital e unidades de pronto atendimento


Cidade

Ela quer propor a separação de resíduos em três níveis


Geral

Da praça Tamandaré até a praça das Figueiras  


Cidade

Supervisor dos agentes de trânsito solicita colaboração da população


Esportes

Equipe de atletismo da Fundação de Esportes se destacou


Geral


Empregos

Santa Catarina tem segundo melhor saldo de empregos no país em agosto


Publicidade


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


publicidade

Aécio diz que Temer pediu para que ele retirasse ação no TSE

BELA MEGALE, CAMILA MATTOSO, LETÍCIA CASADO E TALITA FERNANDES
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer pediu para que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) retirasse o pedido de cassação da chapa formada por Dilma Rousseff e Temer em 2014 que corre no TSE (Superior Tribunal Eleitoral).

A informação está em uma gravação entregue por Joesley Batista, um dos donos da JBS, a procuradores que contém uma conversa com Aécio em março deste ano no hotel Unique, em São Paulo.

"A Dilma caiu, a ação continuou e ele [Temer] quer que eu retire a ação. Cara, só que se eu retirar, e não estou nem aí, não vou perder nada, o Janot assume, o Ministério Público assume essa merda", diz o tucano a Joesley.

O documento integra a delação premiada do executivo que já foi homologada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal).

Temer é alvo de pedido de cassação no TSE em ação proposta pelo PSDB que contesta as contas de campanha da chapa presidencial de 2014.

O relator e o Ministério Público recomendaram a cassação de Temer. A delação da JBS deve piorar o cenário político e aumentar a pressão sobre os ministros.

Nos bastidores do tribunal, é consenso que o clima para Temer piorou muito nos últimos dias. O julgamento vai ser retomado na primeira semana de junho.

Ministros do TSE relataram à reportagem que o julgamento pode ser uma "solução institucional" para Temer evitar um processo de impeachment ou o desgaste da renúncia.

No entanto, um dos magistrados que julgará o caso disse que não há relação entre os fatos relatados pelos donos da JBS e a investigação sobre a chapa e, portanto, o tribunal não deve misturar os assuntos. 


Sexta, 19/5/2017 14:49.




publicidade




Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br