Jornal Página 3

Polícia continua sem pistas sobre o mandante da morte do engenheiro
Divulgação.
Retrato-falado do mandante do homicídio.
Retrato-falado do mandante do homicídio.

Terça, 10/10/2017 8:34.

A polícia continua sem pistas do mandante do assassinato do engenheiro Sergio Renato Silva, em 22 de fevereiro passado, que durante vários anos analisava os projetos de construção na secretaria do Planejamento de Balneário Camboriú.

Em junho quatro envolvidos no homicídio foram presos e dois deles confessaram que foram à casa do engenheiro, na Praia Brava, e o executaram.

Eles contaram à polícia que foram contratados por R$ 9 mil, por um homem que não conheciam, num posto de gasolina, mas alegaram não saber mais detalhes.

Em agosto a polícia divulgou um retrato-falado do mandante, mas não recebeu informações que possibilitassem chegar ao indivíduo.

O delegado Weidson Silva, da DIC de Itajaí, quem conduz as investigações, confirmou à reportagem na manhã de hoje que “infelizmente” não conseguiu chegar ao mandante.

Quando foi morto Sérgio Renato investigava por contra própria a falsificação da sua assinatura em aprovação de construções pela prefeitura. Seu assassinato é tratado pela polícia como “queima de arquivo” porque ele estaria próximo de revelar grupo ou grupos envolvidos com fraudes nessa área.


Publicidade


Colunistas
Seu Dinheiro

Reajuste de 3,9% corresponde à inflação dos últimos 12 mses


Cidade

Frentes de trabalho passarão por mais de 160 ruas


Cidade

Navio volta a fazer parte do cartão postal da praia nesta sexta-feira


Cidade

É necessário redobrar a atenção


Cidade

O clima esquentou e os promotores da reunião preferiram cancelá-la.  


Policia

Vítima deve ser transferida para outro hospital


Esportes

Veja quem pode participar


Policia

Jovem de 23 anos perdeu a vida