Jornal Página 3
Colunistas
por Fabi Langaro Loos
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Enéas Athanázio
Saúde

PA da Barra e UPA do Nações fazem parte do mesmo pacote 


Variedades

Evento acontece em setembro


Geral

Brasil fora do radar dos jovens qualificados que buscam empregos 


Equilíbrio

 Aulas presenciais e turmas pequenas  


Policia


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


Policia

Denúncia falsa levou PMs e abordarem GMs num bar da cidade 


Ary Souza vai para o TPC e Articulação fica sem titular
Marcio Gonçalves/CamBC
Ary assume o cargo de gestor do TPC
Ary assume o cargo de gestor do TPC

O governo Fabrício Oliveira acaba de realizar mais uma mudança em seu primeiro escalão. Desta vez Ary Souza deixa a Secretaria de Articulação e é nomeado gestor do Fundo Especial de Outorga Onerosa de Transferência de Potencial Construtivo, o TPC.

A Articulação deve ficar sem titular por enquanto, mas a reportagem apurou que - apesar de opositores em campanha - há até conversações para aproximar ainda mais o PMDB do governo, reservando o comando desta pasta para um representante da sigla.

Ary comentou que a Articulação é uma pasta “espinhosa” no sentido de se relacionar com o Legislativo, mas alega que não foi esse o motivo da mudança de posto.

Ele acredita que como tem pretensão de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa no ano que vem, isso possa ter influenciado na decisão do prefeito em procurar, quem sabe, alguém que “seja suprapartidário” para lidar com a Articulação.

O agora gestor comenta que sua experiência de 30 anos no serviço público possa contribuir com o TPC. Ele garantiu que continuará defendendo a proposta do governo Fabrício Oliveira com a mesma dedicação.

Ary segue buscando espaço na política. Na legislatura passada ele ficou como primeiro suplente e antes das últimas eleições deixou o PSD para apoiar a candidatura de Fabrício. No final de julho Ary Souza se filiou ao PPS, onde quer desenvolver seu projeto de concorrer a deputado.

Mudanças

Na semana passada o governo Fabrício surpreendeu com a saída de Denize Leite do comando da Secretaria de Educação. A Saúde também sofreu uma baixa, com a saída da então gestora do Fundo, Ionice Maria do Amaral.

Além disso, o governo também se despediu de João Luiz Demantova, que respondia pela Compur. Todos os três dirigentes saíram por vontade própria.


Sexta, 11/8/2017 11:18.




publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br