Jornal Página 3
Cidade

Desta vez será com hoteleiros e donos de restaurantes


Geral

Por sorte não houve feridos. Empresa emitiu nota sobre o ocorrido. 


Saúde

Organizações habilitadas poderão administrar hospital e unidades de pronto atendimento


Cidade

Ela quer propor a separação de resíduos em três níveis


Geral

Da praça Tamandaré até a praça das Figueiras  


Cidade

Supervisor dos agentes de trânsito solicita colaboração da população


Esportes

Equipe de atletismo da Fundação de Esportes se destacou


Geral


Empregos

Santa Catarina tem segundo melhor saldo de empregos no país em agosto


Publicidade


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


publicidade

PSDB vai escolher novo presidente após afastamento de Aécio

BRUNO BOGHOSSIAN E LUCAS VETORAZZO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O senador Aécio Neves (MG) deve se afastar da presidência nacional do PSDB e o partido vai se reunir nesta quinta-feira (18), para definir sua sucessão no comando da sigla.

A tendência é que o vice-presidente jurídico, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), assuma o posto interinamente e convoque a Executiva Nacional da legenda para eleger um novo presidente.

Tucanos já articulam para o comando do partido os nomes do senador Tasso Jereissati (CE), do ministro Aloysio Nunes (Relações Exteriores) e do próprio Carlos Sampaio.

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu afastar Aécio Neves do cargo de senador. Os ministros do tribunal também vão julgar um pedido de prisão feito contra ele pela Procuradoria-Geral da República.

Aécio foi citado e flagrado em delação premiada dos donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista. Ele teria sido gravado pedindo R$ 2 milhões aos empresários para pagar sua defesa na Operação Lava Jato.

A irmã do senador, Andrea Neves, e o primo, Frederico Pacheco de Medeiros, foram presos. Segundo as investigações, Medeiros recebeu o dinheiro que o empresário Joesley Batista direcionou a Aécio.

A Procuradoria pediu a prisão de Aécio, mas o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, encaminhou o caso para deliberação do plenário do STF. Na decisão de Fachin, o ministro determinou ainda que ele não mantenha contato com outros investigados e o proibiu de deixar o país.

Policiais federais chegaram às 6h na casa de Aécio em Brasília, que fica no Lago Sul, uma das regiões mais nobres da cidade. Residências de Aécio em Brasília, Rio e Belo Horizonte foram alvo de busca e apreensão. 


Quinta, 18/5/2017 10:53.




publicidade




Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br